TUDO QUANTO SOMOS


Organizada por Sheila Oliveira, a primeira mostra coletiva de arte no Showroom da Plataforma4. apresenta o trabalho de 3 artistas visuais: Ana Angélica Costa, Estefania Gavina e Norma Vieira, reunindo cerca de 10 obras, todas fotografias contemporâneas. 


"A proposta desta primeira edição é convidar os artistas e visitantes da mostra a ampliar seus olhares sobre consumo consciente, economia circular e movimentos de colaboração, através das possíveis e novas conexões que a arte,  processos criativos e  pensamentos poéticos possam nos oferecer."  Sheila Oliveira

Ana Angélica Costa

foto: Lilica

Norma Vieira

Estefania Gavina


Ana Angélica Costa investiga as possibilidades da câmara escura, uma das bases da qual nasceu a Fotografia. Nesta exposição apresenta uma imagem realizada com uma câmera Pinhole, uma câmera fotográfica sem lentes construída artesanalmente. As câmeras Pinhole precisam de um tempo maior de exposição para poderem fixar as imagens. Na obra "Paisagem em 25 segundos" a artista apresenta  o resultado de uma Pinhole panorâmica que possibilita o avanço do filme fotográfico, estendendo o limite do fotograma e nos convidando a pensar sobre o que poderá ser essa sucessão de cenas quase idênticas de uma mesma paisagem.


"Para mim as imagens da Ana Angélica são o resultado dos múltiplos olhares que podemos alcançar a partir de um mesmo tema, e ainda o quanto é necessário um tempo expandido, de contemplação para possibilitar novas percepções." diz Sheila Oliveira.


Estefania Gavina constrói a sua poética a partir do seu olhar sobre o consumo e o descarte de objetos e imagens. Nesta mostra volta-se sobre a conexão entre nós e a natureza, investigando os ciclos e suas ricas possibilidades.


"As imagens da série "Biophilia", com imagens de mata fechada, nos dá um sentido concêntrico na mostra, nos lembra da nossa maior conexão com o planeta e também uma grande sensação de umidade, lugar de brotação da vida original. Já em sua série intitulada "Gestos Barreira" a artista nos leva ao lugar de potência desta terra viva e fértil. Me lembram os esporos dos cogumelos e as sementes "que flutuam" disseminando diferentes espécies." completa Sheila Oliveira. 


Norma Vieira  apresenta imagens com casulos da série "Meta-Morphose" expandindo e conectando sua pesquisa de imagens com cogumelos na série "Mycelium".  As questões ambientais como a devastação das florestas estão entre as suas reflexões poéticas. Usa metaforicamente os casulos e cogumelos que com a força de sua natureza transformadora indicam uma potência latente, inspirando a todos ideias de proteção ambiental e tesouros florestais. "Norma Vieira inspira-se nos micélios, "parte vegetativa dos fungos, que consiste de uma massa de ramificação formada por um conjunto de hifas emaranhadas" . A artista desenha linhas sobre suas imagens amplificando as possibilidades para uma reflexão sobre as conexões existentes entre todos os seres e os movimentos de colaboração inspirados na natureza." conclui Sheila Oliveira. 


Mais sobre a mostra: 


Em algumas regiões do Brasil encontramos a árvore Uva do Japão. Esta árvore apresenta características invasoras e traz um grande problema de desequilíbrio. Suas sementes se espalham facilmente e o crescimento acelerado desta árvore empobrece a mata nativa. 


Com um olhar sustentável, algumas fábricas moveleiras se sensibilizam e investem em uma grande cadeia de atividades econômicas que incluem a extração da madeira da Uva do Japão para a confecção dos seus móveis, possibilitando a regeneração da mata nativa. As serragens originadas pela fabricação dos móveis tornam-se parte do substrato para o cultivo de cogumelos alimentícios e quando exauridos estes substratos são transformados em adubo para uma horta comunitária. Tudo é renovado, entrando no ritmo de regeneração como acontece na natureza.


A Plataforma4 participa desta economia circular contribuindo e fortalecendo o movimento assinando o design do mobiliário fabricado pela Dü Design com a madeira da Uva do Japão, através de peças apresentadas especialmente na sala desta mostra.

...

Sheila Oliveira, é artista visual e fotógrafa de alimentos através do estúdio Empório Fotográfico;  coordena o LAB Fotossensível um laboratório de arte que tem como objetivo fomentar o mercado de alimentos orgânicos e a consciência alimentar e de consumo através da produção de imagens, movimentos artísticos e educativos.


À convite da Plataforma4, a artista visual Sheila Oliveira apresenta ao mercado de decoração obras de sua coleção particular. A maior parte das imagens expostas no ShowRoom fazem parte do livro "Biblioteca Íntima", seu fotolivro impresso  através do Prêmio Mundie de Fotografia e editado pelo Fotô Editorial no final de 2018. 


ONDE: 

PLATAFORMA4 - Rua Ferreira de Araújo, 818 - Baixo Pinheiros

Bate papo com as artistas: 22 de outubro as 11 horas - evento híbrido ( live no Instagram )

término da mostra ainda não definido

minibio artistas participantes


ANA ANGÉLICA COSTA


Artista visual, pesquisadora e produtora cultural, mestre pelo PPG Artes da UERJ, especialista em História da Arte e da Arquitetura no Brasil, PUC-Rio, e graduada em Educação Artística com habilitação em História da Arte pela UERJ. Uma das fundadoras do Projeto Subsolo, produtora de arte com foco em fotografia e arte contemporânea que atuou no Rio de Janeiro de 2005 a 2015. Possui ampla pesquisa em fotografias feitas com câmeras pinhole e experimentos com câmeras obscuras. Já recebeu diversos prêmios, como: Prêmio Projéteis de Arte Contemporânea MinC/Funarte (2003), Prêmio Interações Estéticas (Funarte) (2011), XIII Prêmio Marc Ferrez de Fotografia Funarte (2013) e mais recentemente o Prêmio Funarte Artes Visuais Periferias e Interiores (2018). Em 2015 mudou-se para Campinas e fundou a Câmera Lúcida. No ano seguinte, fundou a Casa de Eva (www.casadeeva.com.br), espaço colaborativo de criação e aprendizagem. Em 2017 foi responsável pela Curadoria do eixo Imagem Mágica dentro do Festival Hercule Florence de Fotografia e em 2021 fez a sua coordenação artística. Possui obras na Coleção Joaquim Paiva, atualmente em comodato com o MAM-RJ.

https://www.cameralucida.com.br/sobre


ESTEFANIA GAVINA


Artista visual, vive e trabalha em Campinas [SP] desde 2002. Artista fundadora do Ateliê CASA, espaço idealizado como lugar de pesquisa e experimentação de fotografia contemporânea. É uma das idealizadoras do projeto ACHO – Arquivo Coleção de Histórias Ordinárias [www.achoimagens.org]. Em 2021 participou do PROAC I 12°Festival de Fotografia Hercule Florence e pela Lei Aldir Blanc do Projeto Circuito livre de Arte independente e o 46° SARP - Salão de Arte de Ribeirão Preto. Sua obra foi selecionada para o Festival Foto em Pauta Tiradentes [2020], FIF_BH Festival Internacional de Fotografia de Belo Horizonte [2020], MARP 2a Mostra do Programa de Exposições de Ribeirão Preto [2019], 49° Salão de Arte Contemporânea de Piracicaba [2019] e o Wall FOTOHAUS - OFF do Festival de la Photographie em Arles [2018]. Em 2019 realizou a exposição individual “O que mudou e continua a mudar” no Museu de Arte Contemporânea de Campinas pelo Fundo de Investimentos Culturais da cidade. Recebeu o Prêmio Mario Cravo Neto de Fotografia [2019] e foi finalista no Festival de Fotografia Goyazes [2017], o Prix Photo Web [2018] e o Prêmio Mundie de Fotografia [2016].

https://www.estefaniagavina.art/ 


NORMA VIEIRA


Artista visual atuante na arte contemporânea, com várias  exposições e atividades artísticas no Brasil e no exterior. Em sua poética explora vários tipos de materiais e processos como veículo  para transmitir suas reflexões sobre o ser humano e suas relações com o  universo, a natureza e o meio ambiente. Em 2003 criou o TOTE Espaço Cultural, lugar para exposições, performances, workshops, cursos e palestras. Principais exposições e acontecimentos artísticos: 2020 - Livro “Veredas Mágicas” - Norma Vieira - Fotô Editorial - São  Paulo. Premiado em segundo lugar no PhotoVisa International  Biennale of Photography, em Krasnodar, Russia , 2020 2021 – Participa do livro “Transgressões Cerâmicas”- da SUBSOLO  Edições – Páginas 148 e 149  

2019 - Participa do livro de Andrés I. M. Hernández - OBRAS  COMENTADAS “AVANTI CAMPINAS” - SUBSOLO - Laboratório de  Arte - Páginas 133 a 137. 

# Artista fundadora e participante do grupo internacional Broken  Forests Group com artistas do Canadá, Polônia, Itália, Chile, México,  Colômbia, China e Brasil.

http://www.normavieira.com/


Using Format