Projeto  Caixa de Desapegos 

Veja abaixo as imagens do projeto


Porque guardamos objetos que já não nos servem mais?

O que nos impede de darmos um outro sentido à eles?

O que este movimento nos diz sobre nós?


O Projeto "Caixa de Desapegos" nasceu a partir da observação do acúmulo de alguns objetos em minhas gavetas. 

Sabe quando decidimos fazer aquela faxina nas gavetas? Que olhamos para estes objetos, valiosos, mas quase esquecidos, e que se reanimam toda vez que os reencontramos?  Porque a maior parte das vezes retornam para seus cantos, agudos e escuros?


Refletindo sobre estes movimentos, em 2013 convidei alguns familiares e amigos próximos para participar da primeira "Caixa de Desapegos".


Objetos apegados podem ficar em nossas gavetas por anos, sem nos percebermos e novos apegos podem chegar, encontrando  parceiros, encolhidos, num canto.


Os  objetos estão comigo desde 2013 e vieram se acumulando no decorrer de todos estes anos numa pequena caixa de madeira, escolhida como abrigo para eles.


O Covid-19 me trouxe a oportunidade de amplificar alguns pensamentos. Um deles sobre meus apegos, e como são tantos! 

Fui desapegando, tirando a poeira dos cantos, reencontrando forças e vontades.


Neste exercício cíclico que é apegar-se e desapegar-se estou finalizando a montagem da 3ª Caixa e simultaneamente finalizando o recolhimento dos objetos para a 4ª que simbolizará a pausa do projeto por tempo indeterminado. 


Desapegos demoram a sumir da pele.


Para participar, entenda como funciona:


Os objetos que recebo são fotografados em um tempo não estabelecido, numerados e nomeados, por vezes com nomes fictícios, a escolha do doador.


Não há lugar para ansiedades, não é para os fracos, é exercício de puro desapego.


Ao receber um determinado número de objetos, determino a forma do registro das imagens, que até o momento foi sempre através da fotografia, e elaboro "um recipiente" para acomodar as imagens assim como uma caixa, ou sacola onde colocamos os objetos para doação. 


As Caixas podem ser vendidas através de uma galeria de arte, ou através do meu contato direto, sempre com minha participação sem fins lucrativos. 

Reservo o valor para a produção da próxima Caixa e o excedente é doado às Casas André Luiz, uma Instituição que admiro por seu importante e responsável trabalho social.

Quanto aos objetos das Caixas 1, 2, 3 e 4,  todos serão doados, em um único lote para uma Organização com objetivos de pesquisa artística e que logo será divulgada.


Se você quiser participar, ainda dá tempo! 

O objeto deve caber dentro de uma "caixa de sapatos" e preferencialmente que não seja perecível.


Envie seu objeto com postagem até o dia 19 de março, quando o projeto finaliza a primeira temporada de produção das "Caixas".

Anote o endereço:


Rua Gaspar Fernandes, 537

Vila Monumento - São Paulo - SP

CEP 01549-000


Aproveito para agradecer imensamente a adesão de tantos queridos, fortes e desapegados, que eu sempre lembro com muito carinho!


Using Format